Malinóis

Depoimentos


O Malinois é considerada a mais antiga das quatro variedades que constituem a família dos Cães Pastores Belga. Estas variedades diferenciam-se entre si essencialmente pela pelagem: o Groenendael  possui pêlo comprido e de cor preta; o Laekenois possui pêlo de arame; o Malinois, pêlo macio e o Tervueren, pêlo comprido com vários tons.
 
No entanto, tal definição só foi estabelecida no final do séc.XIX, uma vez que, até então, não existia um conhecimento organizado das diferentes raças de cães pastores. Tal tarefa foi desenvolvida por alguns cinófilos que decidiram apurar as características e qualidades necessárias que estes cães deveriam ter para o auxiliarem o homem no pastoreio. Com a ajuda de Adolf Reul, director da Escola de Medicina Veterinária de Cureghem, identificaram-se três variedades distintas: pêlo comprido, pêlo curto e pêlo de arame.
 
O Malinois foi o primeiro cão pastor a ser reconhecido e a dispor de um programa de criação mais sistemático, cabendo-lhe a tarefa de proteger e arrebanhar as ovelhas. Em 1891, foi fundado o Clube do Cão Pastor Belga que estabeleceu, em 1899, o primeiro standard da raça. No dealbar do século XX, foram registados os primeiros cães no livro da Société Royale de Saint-Hubert, e a “Charlot”, nascida em 1891, foi uma das primeiras Malinois a beneficiar com este registo.
 
Dotados com um forte carácter e notável capacidade de trabalho, estes cães de pêlo macio depressa conquistaram o interesse de muitos criadores belgas que o consideravam o cão pastor preferido da Bélgica.
 
Em 1911, foram registados nos EUA os primeiros Malinois (Belgian Blackie e o Belgian Mouche) mas até 1959, estavam inseridos na Miscellaneous Class do Kennel Clube Americano. 
Na década de 60, a crescente importação desta raça e o consequente registo fez com que, em 1965, os Malinois passassem a pertencer ao Working Group daquele prestigiado clube e, com isso, participassem em competições. Nos anos 70, a importação destes cães foi ainda mais intensa e a sua popularidade aumentou consideravelmente no território americano. Hoje o Malinois pertence ao Herding Group daquele clube.
 
Actualmente, apesar de serem reconhecidas as quatro variedades, não existe, ainda assim, uma classificação unânime: o Kennel Council nacional australiano e o Kennel Clube neozelandês consideram que elas são quatro raças distintas; por seu turno, o Kennel Clube canadiano, o Kennel Union da África do Sul e a Federation Cynologique Internationale reconhecem as quatros variedades dentro da mesma raça.
O Kennel Club Americano possui ainda um standard ligeiramente diferente para o Malinois daquele que existe na Europa. 

 
Temperamento
 
O Malinois é uma companhia afectuosa e leal, que se revela gentil e paciente com as crianças. É um cão instintivamente protector, sem que seja impulsivamente agressivo, daí que seja aconselhável que o seu dono acompanhe o seu crescimento e o insira na família, por forma a não desenvolver comportamentos inadequados à raça. Na verdade, este cão aprecia a companhia da família e, se for bem acolhido, tornar-se-á num animal de estimação doce. 
 
Este é um cão obediente, dotado com grande capacidade de aprendizagem e inteligência, que precisa, no entanto, de uma educação sistemática e positiva. É igualmente um animal talhado para o trabalho, já que é determinado, corajoso e dotado com grande resistência à fadiga.  

 
Descrição
 
Este é um cão de tamanho médio, cuja altura, nos machos, variam entre os 61 e os 66 cm e, nas fêmeas, entre os 56 e os 61 cm. O seu peso pode atingir os 28Kg.
 
A pelagem do Malinois é muito curta na cabeça, exterior das orelhas e parte inferior dos membros e um pouco maior no resto do corpo. As suas cores variam entre o vermelho, gamo e cinzento.
 
A sua cabeça é bem cinzelada, transportada elevada e ligeiramente longa. Os olhos inseridos obliquamente, são de tamanho médio e de cor castanha e as orelhas triangulares são portadas empinadas quando o cão está em alerta.
 
O restante corpo é harmoniosamente bem proporcionado. O peito é profundo e um pouco largo, o pescoço é ligeiramente alongado e bem musculado. O dorso e o lombo são firmes e curtos e os membros são musculosos e bem desenvolvidos. A cauda, de comprimento médio, encontra-se normalmente pendente quando em repouso. 


Observações
 
O Malinois é considerado um cão saudável, tendo uma esperança média de vida que pode atingir os 12 anos. As doenças mais comuns nesta raça são a epilepsia, displasia e atrofia progressiva da retina.
 
Relativamente à manutenção do seu pêlo, este deve ser escovado regularmente (uma ou duas vezes por semana) e com maior frequência na altura em que muda de pêlo (o que acontece duas vezes por ano).
 
Este é um animal extremamente energético, daí que a  prática de exercício físico deva ser muito regular, esteja ele a viver ou não dentro de casa. O Malinois é um excelente companheiro para quem gosta de praticar jogging, andar de bicicleta, etc.
 
Canil RottsselRua Pausch, 50089130-000IndaialSCRepública Federativa do Brasilc​o​n​t​a​t​o​@​c​a​n​i​l​r​o​t​t​s​s​e​l​.​c​o​m​.​b​r​(47) 3333-2228(47) 9103-9936-26°53'24.0864"-49°10'51.186"